Bem-vindo à Vinci Hair Clinic!

O Covid-19 não domina mais os noticiários, felizmente, mas isso não significa que o vírus tenha desaparecido completamente. Ainda está entre nós, mesmo que as taxas de infecção e hospitalizações associadas à doença continuem diminuindo em todo o mundo. Um efeito colateral desagradável da doença ainda existe; a perda de cabelo pós-Covid continua a causar preocupação e estresse para quem sofre com ela. Isso inclui pessoas de destaque como a atriz Alyssa Milano, a estrela de reality shows Khloé Kardashian e o cantor Drake.

Este artigo examinará as causas da queda pós-Covid e, mais importante, contará o que você pode fazer para garantir que suas madeixas voltem a crescer de forma rápida e forte. Continue lendo para algumas dicas importantes!

O que é a queda de cabelo pós-covid?

A queda de cabelo pós-Covid refere-se à queda que ocorre como resultado do estresse e da doença graves causados pelo vírus Covid-19. Essa perda de cabelo pode ser temporária ou permanente e acredita-se que seja causada pelo ataque do sistema imunológico aos folículos capilares, combinado com estresse e alterações hormonais. Também pode ser um efeito colateral de certos medicamentos usados para tratar a Covid-19.

Um estudo realizado em 2022 concluiu que a queda de cabelo pós-Covid estava muito provavelmente ligada ao eflúvio telógeno. O eflúvio telógeno é um tipo de condição de perda de cabelo caracterizada pela queda repentina e generalizada de cabelo que geralmente ocorre vários meses após um evento estressante ou mudança no corpo. A doença causada pela Covid-19 se enquadra na descrição de um evento estressante, enquanto os medicamentos e vacinas usados para tratar o vírus podem ser responsáveis por alterações no organismo.

O estudo também identificou que quase 83% dos casos de queda de cabelo pós-Covid foram relatados por mulheres. Isso pode ocorrer porque as mulheres são mais propensas a relatar a perda de cabelo ou pode estar ligada ao fato de que as mulheres são mais propensas a doenças autoimunes. Porém, o relatório concluiu que a maioria dos casos também era reversível.

O estudo publicado por pesquisadores romenos no ano passado investigou possíveis tratamentos para a queda de cabelo pós-Covid. O relatório concluiu que “nenhuma intervenção única é suficiente” e passou a defender uma abordagem holística que integrasse diferentes tratamentos. Vejamos alguns desses tratamentos.

Tratamentos

Os tratamentos para queda de cabelo pós-Covid se enquadram em uma das duas categorias, autoajuda e procedimentos formais. A categoria de autoajuda é principalmente centrada em boas práticas de cuidados com os cabelos. Trata-se de adotar penteados mais suaves, evitando mais danos aos seus fios. Isso significa usar as escovas e pentes certos para garantir que você não puxe e arranque o cabelo. Trata-se de reduzir o uso de ferramentas de modelagem térmica e produtos capilares agressivos para dar ao seu cabelo todas as chances de recuperação.

Cuidar do couro cabeludo é tão importante quanto cuidar dos fios. Mantê-lo limpo e livre de coceira, vermelhidão e irritação é vital para que seu cabelo volte a crescer forte. Lavá-lo com menos frequência pode ajudar com isso, e massagear suavemente em vez de esfregar também é benéfico. Uma massagem diária na cabeça é ótima para estimular o fluxo sanguíneo para os folículos pilosos e garantir que eles recebam os suprimentos necessários de oxigênio e nutrientes. Suplementos nutricionais também podem ajudar nisso. A biotina, o ferro e outras vitaminas podem ajudar a melhorar a saúde do cabelo e do couro cabeludo, mas consulte o seu médico antes de iniciar um tratamento com suplementos.

Gerenciar seus níveis de estresse é importante, e é algo que os indivíduos fazem de maneiras diferentes. Práticas de terapia, exercícios, meditação e atenção plena podem contribuir para reduzir o estresse. Algumas pessoas acham que ler um livro ou trabalhar no jardim funciona para elas. Descubra o que funciona para você!

Procedimentos formais são para aqueles que desejam acelerar as coisas. Eles podem assumir a forma de medicamentos como finasterida e minoxidil; este último é um vasodilatador que dilata os vasos sanguíneos e aumenta o fluxo sanguíneo para o couro cabeludo. A terapia com plasma rico em plaquetas (PRP) é um procedimento não cirúrgico que usa fatores de crescimento do seu próprio sangue injetados no couro cabeludo para estimular o crescimento do cabelo. A mesoterapia é outro tratamento não cirúrgico que atua de forma semelhante. Envolve a injeção de vitaminas, minerais e enzimas no couro cabeludo para nutrir os folículos pilosos e estimular o crescimento do cabelo.

A terapia a laser de baixo nível (LLLT) é uma forma de fototerapia que usa lasers de baixa potência ou diodos emissores de luz (LEDs) para emitir luz em comprimentos de onda específicos para promover a cicatrização, aumentar a regeneração dos tecidos e reduzir a inflamação. Ao estimular os processos celulares e aumentar o fluxo sanguíneo, pode melhorar a taxa de crescimento do cabelo.

Conclusão

A perda de cabelo pós-Covid pode ser angustiante, principalmente se você não tem histórico de queda de cabelo. A única boa notícia é que essa condição geralmente é temporária. Seguir as dicas descritas neste artigo ajudará a garantir que seu cabelo volte mais forte e saudável do que antes.

Se você estiver interessado em algum dos tratamentos mencionados acima, entre em contato com a Vinci Hair Clinic. Somos líderes mundiais em restauração capilar, e oferecemos uma avaliação gratuita e sem compromisso a todos os novos clientes. Entre em contato e marque sua avaliação hoje – temos clínicas no mundo todo!