Bem-vindo à Vinci Hair Clinic!

A atriz e modelo australiana Miranda Kerr acredita nisso. A estrela de Hollywood Gwyneth Paltrow construiu um negócio nos últimos anos. Até o TikTok está sendo dominado por ele, se é que se pode acreditar nos jornais. Mas o que seria ‘isso’, você deve estar se perguntando agora? A flora intestinal é a resposta simples. A relação entre a saúde do nosso intestino e nosso bem-estar geral tornou-se um tema quente no mundo das celebridades nos últimos anos, mas os cidadãos comuns também estão se interessando. Em particular, muitas pessoas com cabelos que simplesmente não crescem começaram a ler artigos que relacionam a saúde intestinal ao crescimento forte e saudável do cabelo.

Então, se você já experimentou todos os shampoos e condicionadores sem muito sucesso, talvez seja hora de dar uma olhada em sua saúde intestinal. Continue lendo para saber mais!

Ciência intestinal

Primeiro, vamos falar de ciência. O intestino, também conhecido como trato gastrointestinal, abriga trilhões de bactérias, fungos e outros microrganismos. Esses micróbios desempenham um papel vital na digestão, função imunológica e absorção de nutrientes.

No entanto, quando o intestino está desequilibrado, com muitas bactérias ruins e poucas bactérias boas, pode levar a uma condição chamada disbiose. Estudos têm mostrado uma ligação entre a disbiose intestinal e a deficiência de biotina. Isso é uma má notícia para o seu cabelo, já que a biotina é essencial para a produção de queratina, a proteína que compõe o cabelo, a pele e as unhas. Em um estudo, os pesquisadores descobriram que camundongos alimentados com uma dieta deficiente em biotina apresentaram perda e afinamento do cabelo, enquanto aqueles alimentados com uma dieta rica em biotina apresentaram aumento do crescimento do cabelo.

Mas não se trata apenas de biotina. O intestino também desempenha um papel na absorção de outros nutrientes importantes para o crescimento do cabelo, como zinco, ferro e vitamina D. A vitamina D não é apenas essencial para a saúde dos ossos, mas também desempenha um papel no ciclo de crescimento do folículo piloso. Baixos níveis de vitamina D, portanto, têm sido associados à perda de cabelo. A disbiose intestinal pode impedir que a vitamina D seja absorvida adequadamente pelo seu sistema.

O ferro é outro nutriente essencial para o crescimento do cabelo, pois é fundamental para a entrega de oxigênio aos folículos pilosos. Embora não seja um sintoma comum, a deficiência de ferro pode ser responsável por causar um tipo de queda de cabelo conhecida como eflúvio telógeno em homens e mulheres.

Então, o que você pode fazer para melhorar sua saúde intestinal e promover o crescimento do cabelo?

Maneiras de melhorar a saúde intestinal

Cuidar do seu microbioma intestinal é fundamental. Ter uma dieta rica em fibras, frutas, vegetais e alimentos ricos em probióticos, como iogurte e kefir, pode ajudar a manter um equilíbrio saudável das bactérias intestinais. Os probióticos são, essencialmente, cepas vivas de bactérias úteis e podem ajudar a restaurar o equilíbrio intestinal e melhorar a absorção de nutrientes. Estudos descobriram que os probióticos podem ajudar a melhorar o crescimento do cabelo em pessoas com queda de cabelo, portanto, você também deve considerar tomar um suplemento probiótico para ajudar a restaurar o equilíbrio intestinal.

Os prebióticos, por outro lado, não são bactérias vivas. Em vez disso, eles são um tipo de fibra que serve de alimento para as boas bactérias em seu intestino. Alimentos ricos em prebióticos incluem alho, cebola, aspargo e banana. Além dos probióticos e prebióticos, outros suplementos e remédios podem ajudar a melhorar a saúde intestinal e promover o crescimento do cabelo. O colágeno, por exemplo, é uma proteína que se encontra na pele, cabelos e unhas. Suplementos de colágeno demonstraram melhorar o crescimento do cabelo e reduzir a perda de cabelo.

Gerenciamento de Estresse

Reduzir o estresse em sua vida é outra maneira de garantir um intestino saudável. O estresse pode prejudicar seu microbioma intestinal e contribuir para a disbiose. Encontrar maneiras de controlar o estresse, como por meio de exercícios, meditação ou terapia, pode ser benéfico tanto para o intestino quanto para o cabelo. O gerenciamento do estresse não precisa ser uma atividade organizada. Simplesmente faça o que quer para relaxar por um tempo!

Finalmente, é importante ser paciente quando se trata de crescimento do cabelo. Pode levar vários meses para que mudanças na dieta, estilo de vida e suplementos apareçam em seu cabelo. Perseverança é a chave!

Conclusão

Em resumo, a conexão intestino-cabelo é complexa, mas há evidências crescentes de que cuidar da saúde intestinal pode ter um impacto positivo no crescimento do cabelo. Ao seguir uma dieta saudável, reduzir o estresse e tomar suplementos e remédios que apoiem a saúde intestinal, você pode promover o crescimento de cabelos fortes e saudáveis. Então, vá em frente e experimente. Seu intestino (e seu cabelo) vão agradecer!

Se você tiver alguma dúvida sobre calvície ou queda de cabelo, a Vinci Hair Clinic gostaria de ajudar. Somos líderes mundiais em tratamentos de restauração capilar. A Vinci oferece uma avaliação gratuita e sem compromisso a todos os clientes iniciantes, que pode ser realizada pessoalmente ou por telefone usando fotos. Contate-nos hoje para marcar a sua consulta!