Bem-vindo à Vinci Hair Clinic!

Prevenido vale por dois, assim diz o ditado. Isso é válido para a maioria das coisas na vida, mas é particularmente verdadeiro se você fizer um procedimento cirúrgico. Você quer saber exatamente o que vai acontecer do início ao fim. Boas clínicas verão isso como parte de sua responsabilidade, e garantirão que você esteja devidamente preparado antes do início do processo. Elas sabem que é um momento estressante para você e que a última coisa que você precisa é de surpresas preocupantes. A perda por choque é um desses eventos que pode parecer assustador se você não tiver sido avisado sobre isso.

Não ouviu falar sobre isso? Não sabe o que é? Continue lendo para descobrir tudo o que você precisa saber!

O que é Perda por Choque?

A perda de choque em transplantes de cabelo refere-se à queda temporária de cabelo que ocorre após o procedimento de transplante. Geralmente ocorre nas primeiras semanas após o transplante. A perda de choque é uma parte normal do processo de cicatrização e não é motivo de preocupação. Normalmente, o cabelo volta a crescer dentro de alguns meses.

Nem todo cliente experimenta perda de choque após um transplante de cabelo. Entre aqueles que o fazem, a gravidade pode variar de pessoa para pessoa. Isso depende de vários fatores, incluindo a idade do cliente e a saúde dele. O tipo de procedimento de transplante de cabelo usado também pode ser significativo. Geralmente, acredita-se que o método de extração de unidade folicular (FUE) de transplante de cabelo está associado a um menor risco de perda de choque em comparação com a técnica de transplante de unidade folicular (FUT).

O que causa isso?

A perda de choque após um transplante de cabelo é causada por uma variedade de fatores. Estes incluem traumas e inflamações do couro cabeludo decorrentes do procedimento cirúrgico; estresse do folículo piloso que faz com que os folículos entrem em uma fase de repouso; desequilíbrio hormonal causado pelo procedimento de transplante capilar e que afeta o ciclo de crescimento do cabelo; e o sistema imunológico atacando os folículos pilosos transplantados.

Distúrbio vascular é outra causa potencial. Isso se refere a uma complicação que ocorre durante um transplante capilar quando há danos aos vasos sanguíneos que irrigam os folículos capilares. Isso pode levar a um suprimento reduzido de oxigênio e nutrientes para os folículos, o que pode produzir crescimento de cabelo fraco.

Distúrbios vasculares podem ocorrer como resultado da técnica utilizada durante o procedimento, das ações do cirurgião ou da anatomia do paciente. Na sua forma mais grave, pode reduzir a taxa de sucesso do transplante. O risco de distúrbio vascular é minimizado se o transplante for realizado por um cirurgião de transplante capilar altamente qualificado e experiente, usando tecnologia de ponta. Os cuidados pós-operatórios adequados também são importantes.

Etapas pós-operatórias

Após um transplante de cabelo, é importante seguir cuidadosamente as instruções do seu médico para reduzir o risco de perda por choque. Isso se aplica a medicamentos e cuidados com feridas, mas existem outras etapas pós-operatórias que você pode seguir para promover o crescimento saudável do cabelo e minimizar o risco de complicações:

  1. Evite atividades pesadas por pelo menos uma semana após o transplante. Isso inclui todas as atividades que exercem pressão excessiva sobre o couro cabeludo, incluindo levantamento de peso, esportes e exercícios intensos.
  2. Proteja o couro cabeludo da exposição ao sol e ao vento. Você pode fazer isso usando um chapéu ou outra cobertura de cabeça para proteger o couro cabeludo dos elementos e impedir que o cabelo transplantado resseque.
  3. Evite lavar o cabelo por pelo menos dois ou três dias após o transplante. Se você conseguir administrar alguns dias a mais do que isso, melhor ainda. Quando começar a lavá-lo novamente, use um xampu suave e sem sulfato e evite usar água quente no couro cabeludo.
  4. Evite usar produtos capilares agressivos, como sprays, géis e cremes para pentear. Estes podem irritar o couro cabeludo e o cabelo transplantado, fazendo-o cair.
  5. Fazer uma massagem diária no couro cabeludo pode ajudar a aumentar o fluxo sanguíneo para o cabelo transplantado e promover o crescimento do cabelo.
  6. Manter uma boa saúde geral é importante para promover o crescimento do cabelo após um transplante. Um estilo de vida saudável pode ajudar nisso. Então, coma bem, durma bem e abandone maus hábitos como fumar e beber muito álcool.

Conclusão

Conseguir um bom transplante de cabelo não é apenas sobre as poucas horas que você passa na cirurgia. É sobre o padrão de atendimento que você recebe antes e depois do procedimento também. Clínicas éticas colocarão o mesmo esforço nos estágios pré e pós-operatório de um transplante de cabelo, assim como no próprio processo. Isso é o que faz um bom serviço.

Na Vinci Hair Clinic, nos orgulhamos da qualidade do serviço que prestamos durante todo o processo. É com isso que construímos nossa reputação ao longo de muitos anos. Parte desse serviço é a consulta gratuita que oferecemos a todos os nossos novos clientes. Isso pode ocorrer pessoalmente ou por telefone usando fotografias. Entre em contato e agende hoje mesmo seu horário!