Bem-vindo à Vinci Hair Clinic!

Milhões de pessoas em todo o mundo sofrem com a calvície e, cada vez mais, a cirurgia de transplante de cabelo está se tornando uma maneira confiável de lidar com o problema. Isso não significa que escolher um transplante de cabelo seja uma decisão fácil; ainda há um estigma associado ao processo. Muito progresso foi feito na integração do transplante de cabelo como um serviço de saúde, algo que abordamos em um artigo anterior, mas ainda é preciso fazer mais.

Além disso, precisamos acabar com alguns mitos sobre os transplantes capilares, dificultando ainda mais as decisões das pessoas. Vamos começar com quatro dos piores deles!

Mito nº 1: ‘Cabelo falso’

Esse mito provavelmente existe há mais de 40 ou 50 anos, na época dos implantes capilares. Naqueles dias mais rudimentares, os fios de cabelo eram retirados da área doadora e implantados nas áreas calvas com lacunas perceptíveis entre eles. Eles também eram posicionados em um ângulo muito vertical. O resultado ficava muito menos natural.

Hoje, as coisas são muito diferentes. Usando a moderna cirurgia de Extração de Unidade Folicular (FUE), os cirurgiões enxertam folículos capilares dos locais doadores nas áreas calvas da coroa e da linha capilar. Dentro de alguns meses, os folículos transplantados começam a crescer exatamente como fariam em suas posições originais. Assim, o cabelo crescido é 100% natural.

Mito nº 2: ‘É apenas temporário’

Esse mito afasta muitas pessoas de um transplante de cabelo, pois acham que só terão que repetir o processo a cada poucos anos. Sejamos claros: para a maioria dos clientes que frequentam uma clínica respeitável, um transplante de cabelo será feito apenas uma vez. Estatísticas produzidas pela Sociedade Internacional de Cirurgia de Restauração Capilar (ISHRS), no entanto, mostram que cerca de 32% das pessoas precisam de mais de um procedimento para obter o resultado que desejam. Por que será?

Uma das principais razões é que muitos dos procedimentos de transplante seguintes são o que a ISHRS descreve como “transplantes de reparo”. Eles geralmente resultam de transplantes mal-feitos realizados em clínicas no mercado negro pelo mundo. Embora esses fornecedores baratos prometam muito, a realidade é que a cirurgia geralmente é realizada por pessoal não qualificado.

Um número menor de casos de múltiplos transplantes é composto por clientes, muitas vezes celebridades, que optam por prosseguir com seu primeiro procedimento cirúrgico, mesmo quando avisados de que precisarão de mais trabalho no futuro. Para este grupo, muitas vezes é uma decisão baseada nas demandas de sua carreira ou imagem pública.

Mito nº 3: ‘É muito doloroso’

O termo ‘cirurgia de transplante’ assusta muitas pessoas e afasta a ideia de tratamento de restauração capilar porque soa muito doloroso. No entanto, embora a dor seja parte do processo nas últimas décadas, as mais recentes técnicas médicas e a tecnologia minimamente invasiva proporcionam uma experiência muito mais suave. A anestesia local é utilizada para a cirurgia, e esta pode ser administrada sem o uso de agulhas. Também não há suturas. Os clientes geralmente podem retomar suas atividades normais após 24 horas.

A maioria das clínicas prescreve analgésicos caso os clientes sintam algum desconforto após o efeito do anestésico, mas isso é feito mais como medida de precaução. Geralmente, os clientes não relatam nenhum problema significativo pós-operatório.

Mito nº 4: ‘Estou muito velho(a) para o transplante’

Você nunca é velho demais para um transplante de cabelo. A simples verdade é que isso é determinado pela natureza da sua queda de cabelo e pela qualidade do cabelo que você tem nas áreas doadoras na parte de trás e nas laterais da cabeça. Se esses fatores estiverem a seu favor, a idade avançada não será uma barreira.

No entanto, você pode ser jovem demais para um transplante de cabelo. Clínicas conceituadas não oferecem cirurgia para um cliente, a menos que possam identificar um padrão de perda de cabelo e tenham certeza de que qualquer novo cabelo não ficará isolado pela calvície. Caso contrário, o cliente precisaria de mais transplantes no futuro. Os mais jovens provavelmente serão instruídos a esperar mais um ou dois anos para ver como as coisas progridem.

Conclusão

Os usuários de transplante de cabelo geralmente passam muito tempo pensando nisso antes de chegarem a uma clínica. Muitos se preocupam com o que amigos, familiares e colegas vão pensar de sua decisão. Da mesma forma, muitos acreditaram em algumas das bobagens sobre transplantes de cabelo. Esperamos que este artigo acabe com alguns desses mitos.

Se você está preocupado com a queda de cabelo, não deixe de resolver o problema. Como muitas outras condições, a queda de cabelo é combatida de forma mais eficaz quando detectada nos estágios iniciais. A Vinci Hair Clinic pode ajudar com isso. Somos uma das maiores e mais respeitadas organizações de restauração capilar do mundo. Oferecemos uma consulta gratuita e sem compromisso a todos os nossos novos clientes. Entre em contato e agende hoje mesmo seu horário!