Bem-vindo à Vinci Hair Clinic!

Em 2011, Hillary Clinton disse a uma turma de alunos que se formou na Universidade de Yale: “O cabelo importa. Preste atenção ao seu cabelo – porque todo mundo presta.” Seus comentários foram repetidos alguns anos depois por outra advogada importante, Cherie Blair. Ela disse a um jornal que nunca percebeu quanta atenção seria focada em sua aparência quando se mudou para a 10 Downing Street como esposa do primeiro-ministro britânico, Tony Blair. Ela disse ao jornal que desejava ‘se esforçar mais para arrumar o cabelo’.

Duas mulheres importantes que ocuparam posições de poder e influência nas principais democracias ocidentais. Duas mulheres que se sentiram julgadas pela sociedade pelo estado de seus cabelos. Ainda é assim hoje? E a situação é diferente para os homens? Continue lendo para saber mais!

A situação hoje

A CTV, a maior rede de televisão privada do Canadá, foi manchete em todos os lugares pelos piores motivos. Aconteceu quando a âncora do CTV News, Lisa LaFlamme, que estava na empresa há 35 anos, foi demitida por motivos que ainda não foram devidamente explicados. Uma sugestão que ganhou força na mídia foi que LaFlamme havia sido demitida porque havia permitido que seu cabelo ficasse grisalho. A CTV negou que fosse esse o caso, mas isso não impediu que mais de 70 jornalistas, políticos e ativistas importantes assinassem uma carta aberta protestando contra a decisão.

Qualquer que seja a verdade por trás dessa história em particular, a discussão em torno dela sugere que pouco mudou desde que Clinton fez seus comentários. Esse fato é corroborado por um rápido olhar sobre o tratamento dado pela mídia a outras mulheres de destaque. Muitas colunas de jornais são dedicadas ao estado do cabelo da Princesa de Gales, enquanto comentários críticos sobre a coloração do cabelo e os destaques da primeira-ministra Liz Truss são rotineiramente postados ao lado de análises de suas opiniões políticas.

A experiência masculina

No entanto, os homens também não estão isentos de serem julgados por seus cabelos. O ex-jogador de futebol internacional Pat Nevin foi informado por um produtor que, se ele não fizesse algo sobre sua calvície, sua carreira novata como apresentador esportivo terminaria antes de começar. O ator James Nesbitt confessou que temia que sua calvície lhe custasse papéis de ator. Um clipe no TikTok zombando da calvície do príncipe William foi visto milhões de vezes durante o período de luto pela rainha Elizabeth. Então, parece que não são apenas as mulheres que são julgadas pelo cabelo; a vergonha careca dos homens ainda é uma coisa. Por que o cabelo atrai tantos comentários tóxicos?

Importância cultural

As pessoas muitas vezes zombam daquilo que temem, e há pouca dúvida de que as pessoas temem a perda de cabelo. Isso não é surpreendente, dado o papel significativo que o cabelo desempenhou em todas as culturas e sociedades desde os primórdios. Para homens e mulheres, sempre representou força, poder e atratividade. Perder o cabelo é um símbolo de perder todas essas coisas. É uma indicação de que estamos envelhecendo em uma sociedade que cultua a juventude. Isso traz consigo um sentimento de vergonha. Gershen Kaufman, autor de The Psychology of Shame, coloca desta forma: “Há uma enorme vergonha em envelhecer, particularmente em uma cultura que supervaloriza a juventude, como a nossa.”

Visto dessa perspectiva, é mais fácil entender por que a queda de cabelo pode ser uma porta de entrada para a ansiedade e crises de confiança. Não é exagero dizer que pode destruir carreiras e arruinar relacionamentos.

Quem trabalha no ramo de restauração capilar já sabe disso. Eles ouviram as histórias de inúmeros homens e mulheres. Eles também viram a transformação que ocorre em uma pessoa no momento em que termina seu tratamento de restauração capilar, uma transformação que é mais do que uma mudança física ou estética. O tratamento de restauração capilar pode reparar a autoestima danificada de uma pessoa. Com esta cura vem uma atitude totalmente diferente em relação à vida. Duas frases dominam as páginas de feedback coletadas dos clientes nas clínicas Vinci: ‘melhor decisão que já tomei’ e ‘gostaria de ter feito isso antes’.

Conclusão

A sociedade ainda julga uma mulher pelo cabelo, mas, como vimos, muitas vezes julga os homens da mesma forma. É por isso que a calvície pode nos afetar em um nível tão profundo e causar problemas que vão muito além da estética. É também a razão pela qual a restauração capilar está sendo cada vez mais reconhecida como um tratamento de saúde.

Se você está preocupado com a possibilidade de perda de cabelo ou calvície, converse com um especialista em cabelos o mais rápido possível. Você pode estar se preocupando desnecessariamente, pois alguma perda de cabelo diária é normal. Porém, se você tiver um problema, quanto mais cedo você tomar medidas para lidar com ele, melhor. A Vinci Hair Clinic está aqui para ajudar. Oferecemos uma consulta gratuita e sem compromisso a todos os nossos novos clientes. Entre em contato e agende hoje mesmo seu horário!