Bem-vindo à Vinci Hair Clinic!

A calvície é muitas vezes descartada como um problema simples, uma questão cosmética e nada mais. Tal atitude mostra uma lamentável ignorância sobre o que envolve a perda de cabelo e o impacto que pode ter no bem-estar mental de um indivíduo. Pode ser uma experiência angustiante, principalmente para as mulheres, para quem o cabelo costuma ser visto como um símbolo de feminilidade e beleza. Se isso não for ruim o suficiente, a perda de cabelo também pode ser um sintoma de problemas médicos subjacentes.

Este artigo analisará algumas das condições médicas que podem causar queda de cabelo em mulheres. Continue lendo para saber mais!

Problemas médicos comuns

Qualquer lista de problemas médicos comuns que podem causar queda de cabelo sempre mencionará distúrbios da tireoide. A glândula tireóide desempenha um papel crucial na regulação do nosso metabolismo, e os desequilíbrios podem causar uma variedade de sintomas, incluindo queda de cabelo. O hipotireoidismo, ou uma tireóide hipoativa, pode fazer com que o cabelo fique fino e quebradiço, enquanto o hipertireoidismo, ou uma tireóide hiperativa, pode fazer com que o cabelo caia em tufos. Outros sintomas de distúrbios da tireoide podem incluir fadiga, flutuações de peso e alteração na frequência cardíaca.

Mulheres em seus anos reprodutivos podem ser afetadas pela síndrome dos ovários policísticos (SOP). Este é um distúrbio hormonal que pode causar períodos irregulares, acne, ganho de peso e, sim, perda de cabelo. Embora os números exatos não sejam conhecidos, acredita-se que seja um distúrbio comum, afetando até uma em cada dez mulheres no Reino Unido. Os sintomas da SOP podem incluir infertilidade, resistência à insulina e crescimento excessivo de pelos, mas muitas mulheres não apresentam nenhum sintoma. A SOP pode causar queda de cabelo e calvície porque os desequilíbrios hormonais associados à condição podem interferir no ciclo de crescimento capilar.

A anemia por deficiência de ferro surge quando a falta de ferro em seu sistema resulta em uma queda no número de glóbulos vermelhos. Isso é uma má notícia, pois os glóbulos vermelhos são repositórios de oxigênio e o transportam pelo corpo. A anemia por deficiência de ferro também causa problemas para os cabelos, pois o ferro é um mineral essencial para o crescimento capilar saudável, e sua falta pode levar à queda de cabelo. Outros sintomas da doença incluem fadiga, fraqueza e pele pálida.

Os distúrbios autoimunes acontecem quando o próprio mecanismo de defesa do corpo começa a atacar os tecidos saudáveis. Condições como alopecia areata e lúpus se enquadram nessa categoria, e ambas podem fazer com que o cabelo caia em tufos. Outros sintomas de distúrbios autoimunes podem incluir dor nas articulações, fadiga e erupções cutâneas.

A alopecia cicatricial centrífuga central (ACCC) é uma forma de queda de cabelo que afeta principalmente mulheres negras. É caracterizada pela perda de cabelo no topo da cabeça, que gradualmente se espalha para fora. A causa exata da ACCC é desconhecida, mas tem sido associada a alterações genéticas em cerca de 25% dos casos, bem como ao diabetes tipo 2. Acredita-se também que a ACCC esteja relacionada ao uso de certos penteados, como tranças, tranças e relaxantes químicos.

Quando preciso consultar um médico

Se você suspeitar que sua perda de cabelo está relacionada a um problema médico, converse com seu médico. Ele pode realizar um exame físico e fazer exames de sangue para verificar quaisquer condições subjacentes. Dependendo dos resultados, ele pode recomendar opções de tratamento como medicamentos, suplementos ou mudanças no estilo de vida.

Se sua perda de cabelo estiver relacionada a uma condição médica, tratar o problema subjacente pode ajudar a retardar ou até mesmo reverter a queda de cabelo. Por exemplo, se você tem deficiência de ferro, tomar suplementos de ferro pode ajudar a promover o crescimento saudável do cabelo. Da mesma forma, se você tiver um distúrbio da tireoide, tratar a condição com medicamentos pode ajudar a prevenir a perda de cabelo.

Além do tratamento médico, também existem algumas mudanças no estilo de vida que você pode fazer para promover o crescimento saudável do cabelo. Ter uma dieta saudável rica em vitaminas e minerais, manter-se hidratado e evitar tratamentos químicos agressivos pode ajudar a promover o crescimento saudável do cabelo.

Conclusão

A perda de cabelo é frequentemente descartada como um problema cosmético, mas pode ser um sinal de problemas médicos subjacentes. Se você acha que está perdendo mais fios do que o normal, não ignore. Converse com seu médico para chegar à raiz do problema e encontrar as melhores opções de tratamento para você. Assim que seus problemas de saúde tenham sido resolvidos, você pode mudar seu foco para recuperar seu cabelo!

Isso é o que fazemos na Vinci Hair Clinic. Somos uma das principais empresas de restauração capilar do mundo, com clínicas em todo o mundo. Oferecemos a todos os nossos novos clientes uma avaliação gratuita e sem compromisso que pode ser realizada pessoalmente ou por telefone usando fotos, o que for melhor para você. Entre em contato hoje mesmo e marque seu horário!