Bem-vindo à Vinci Hair Clinic!

Nos últimos anos, a Turquia tornou-se sinônimo de transplantes de cabelo e odontologia cosmética. Qualquer pessoa que viaje para o país inevitavelmente será alvo de comentários sobre voltar para casa com cabelos novos e dentes brancos e brilhantes. Mesmo o ex-secretário de saúde do Reino Unido, Matt Hancock, teve que afastar esse tipo de especulação quando voltou da Turquia recentemente. Não há dúvida de que um grande número de pessoas está viajando para o exterior para aproveitar os procedimentos com preços reduzidos, mas eles estão arriscando sua saúde no processo?

Este artigo examinará algumas das razões pelas quais o turismo de transplante de cabelo não é a melhor ideia. Continue lendo para saber mais!

A trilha turística

Passeie pelo centro de Istambul a qualquer hora do dia ou da noite e é provável que você encontre dezenas de homens andando com a cabeça enfaixada. Estes são os turistas de transplante de cabelo, produtos de uma indústria florescente da Turquia. Cerca de um milhão de pessoas visitaram a Turquia para fazer transplantes de cabelo em 2022, gastando cerca de US$2 bilhões. Eles vêm de todo o mundo, atraídos pela perspectiva de um procedimento de mudança de vida a um custo muito menor do que conseguiriam em casa.

Embora a Turquia tenha se tornado o principal destino para quem busca procedimentos baratos, não é o único. Clínicas em muitos países da Europa e da Ásia exploraram esse mercado. Mas é seguro?

Táticas de venda

Faça uma rápida pesquisa na Internet sobre as palavras “transplante de cabelo” e, onde quer que você esteja no mundo, você verá promoções para clínicas de transplante de cabelo na Turquia. Pesquise no Facebook, Twitter e Instagram e você obterá o mesmo resultado. A maioria das ofertas é ‘tudo incluído’; o preço cotado geralmente inclui transferências do aeroporto e acomodação em hotel.

A citação geralmente segue a mais superficial das “consultas”. As clínicas geralmente ficam felizes em decidir sobre a adequação de um cliente para um transplante de cabelo e quantos enxertos serão necessários com base em apenas uma fotografia. Ocasionalmente, nem mesmo essa foto é necessária. Seguindo táticas clássicas de venda agressiva, as clínicas prometem que os clientes terão seus procedimentos realizados por um cirurgião de ponta, operando com os mais altos padrões de segurança do paciente. Essa é a realidade?

Pressão competitiva

A verdade é que as clínicas na rota turística estão sob enorme pressão dos concorrentes. Para sobreviver, eles precisam divulgar o serviço que prestam e economizar ao mesmo tempo. Consequentemente, a cirurgia não é realizada por um cirurgião na maioria dos casos, mas por uma enfermeira ou um técnico. Alguns deles receberam treinamento médico, mas outros não. A Sociedade Internacional de Cirurgia de Transplante Capilar (ISHRS) alerta há anos sobre os perigos inerentes a essa situação.

As preocupações de segurança não param na questão de quem está realizando a cirurgia. Os clientes são muitas vezes submetidos a coleta excessiva, a situação em que muitos enxertos são retirados do local doador na parte de trás da cabeça. É provável que isso resulte em manchas carecas nessa área, pois os folículos pilosos foram removidos. Esse tipo de dano não pode ser reparado, e isso pode deixar uma marca permanente no cliente, tanto física quanto psicologicamente.

Pós-operatório

Clínicas respeitáveis, onde quer que estejam no mundo, valorizam muito os cuidados do pós-operatório que fornecem. O acompanhamento do cliente nos dias e semanas seguintes à cirurgia é feito, em primeiro lugar, por questões de segurança; com todas as cirurgias, existe o risco de infecção, por isso é importante verificar as coisas nos dias seguintes a um procedimento. Em segundo lugar, os cuidados pós-operatórios são realizados por motivos de controle de qualidade, para garantir que o transplante tenha a maior chance de sucesso e que não haja reação adversa à cirurgia.

Monitoramento como este não é possível sob o sistema de turismo de transplante de cabelo. Depois de sair da clínica e voltar para casa, geralmente apenas um ou dois dias após a cirurgia, você estará totalmente sozinho. Se as coisas derem errado, há pouco que você possa fazer. As clínicas turísticas podem oferecer uma garantia vitalícia com seu trabalho; fazê-los honrá-lo não é tão fácil.

Conclusão

Dado o estado ruim da economia global no momento, não é surpresa que as pessoas sejam atraídas pelo custo mais baixo dos transplantes de cabelo em outros países. Porém, é preciso tomar cuidado. Arrumar o cabelo não deve prejudicar sua saúde. Deixe-se atrair por preços baixos e grandes promessas e poderá se arrepender pelo resto da vida.

Se você estiver preocupado com queda ou calvície, a Vinci Hair Clinic está pronta para ajudar. Somos uma das maiores e mais respeitadas organizações de restauração capilar do mundo. Além disso, oferecemos uma avaliação gratuita e sem compromisso a todos os nossos novos clientes. Entre em contato conosco hoje mesmo para agendar sua avaliação!